quarta-feira, 6 de abril de 2011

PERICÓ - A VINÍCOLA HIGHTECH DO BRASIL

Nesta primeira semana de abril de 2011, a Pericó está recebendo a visita de vários grupos que totalizam 130 convidados (parceiros comerciais, clientes e jornalistas) que estão conferindo o processo de obtenção da alta qualidade das uvas e dos vinhos nessa boutique winery brasileira.


Jeferson (1° da esquerda) - agrônomo e enólogo da Pericó, com certeza, um dos técnicos mais bem preparados do país / Wander (3°) proprietário da Pericó, um empresário perfeccionista na busca da qualidade.
  
A quinta safra (2011) de uvas dos vinhedos da Pericó alcançou qualidade excelente refletindo o estado de equilíbrio das videiras com adequado vigor e com cortina foliar bem arejada. A estimativa é que serão colhidos  133.000 kg de uvas.


No plano dos tratos culturais ao longo do ciclo vegetativo da videira, desde setembro de 2010, a Pericó  confirmou seu pioneirismo ao trazer para o Brasil o primeiro pulverizador a túnel, com dois painéis que trabalham cobrindo ambos os lados da carreira de videiras, um deles lançamdo a calda de fungicida de um lado e o outro succionando para que as gotículas sejam captadas e recicladas no sistema e não se percam no ambiente. Esse equipamento reduz em 95% ao consumo da calda por hectare, foi importado da Itália e trata-se do primeiro a operar na América do Sul.



Aliado a essa tecnologia que protege as videiras com aplicação menor de calda, a Pericó está utilizando em seus vinhedos a inovadora tecnologia à base de ar aquecido direcionado sobra a cortina vegetal em alta velocidade, eliminando focos de fungos e pequenos insetos,  com redução significativa da necessidade de pulverização de fungicidas nos vinhedos.


Para facilitar os trabalhos de desfolha e de desbrote das videiras, bem como a colheita das uvas, a Pericó trouxe da Itália os seis primeiros mini tratores de esteiras, que são projetados para que os funcionários trabalhem sentados, otimizando esses trabalhos de campo e aumentando em 45% o desempenho.



O funcionário fica sentado confortavelmente em bancos ergonômicos a 50cm do solo, defronte das videiras, sem necessidade trabalhar agachado e de ter que se levantar para mudar de lugar, eliminando a fadiga e as dores na coluna.


Um comentário:

leandro disse...

Sérgio,

obrigado pelas informações,

trabalho na área de mecanização da vitivinicultura e certamente entrarei em contato com a Pericó.

abraço