domingo, 15 de maio de 2011

ENOLAB - O CAMINHO DA QUALIDADE DOS VINHOS

Tive o prazer de conhecer as instalações do laboratório do ENOLAB em Flores da Cunha, uma empresa focada na arquitetura da qualidade dos vinhos em toda a sua cadeia de elaboração, desde a viticultura até a enologia, sob o comando de Sandra Maria Trucolo e Jefferson Sancineto.

 
 
No ENOLAB se executa pesquisa aplicada, controle de qualidade de uvas, mostos e vinhos, avaliação dos melhores cortes para vinhos face ao posicionamento mercadológico a que os vinhos se destinam, preparação e treinamento da equipe técnica e de vendas da vinícola, estudo da maturação tecnológica e polifenólica das uvas para definir o momento mais apropriado de colheita de cada variedade para cada terroir, controles específicos para todas as fases da vinificação, avaliação precisa da maturação correta dos polifenóis durante o afinamento dos vinhos tintos em barricas e nos tanques, indicação do ponto adequado para o engarrafamento dos vinhos garantindo os melhores resultados qualitativos, e assim por diante.
 



Além desse suporte, importante e indispensável à elaboração de um bom vinho, a empresa emite protocolos técnicos, promove apresentações dos vinhos ao cliente, oferece palestras técnicas, assessora a redação de todos os documentos de divulgação da vinícola, inclusive dos rótulos.


O Eng.Agrônomo, Enólogo e Sommelier Internacional Jefferson Sancineto Nunes, é presidente da FSI - Federação Sommelier Internacional, executivo técnico do ENOLAB, empresa que tem na sua carteira clientes de peso do setor vitivinícola brasileiro, como Vinícola Pericó e  Vinícoa Santa Augusta. No meu constante acompanhamento da evolução dos vinhos brasileiros tenho testemunhado o trabalho do Jefferson que é dos mais profícuos pela evolução da nossa vitivinicultura.



O ENOLAB está quebrando paradigmas nos usos e costumes dos nossos produtores, promovendo mudanças radicais na forma como estão sendo produzindo suas uvas. A consequência dessa assessoria pode ser observada nos vinhos produzidos dentro desse novo modelo com uvas de melhor qualidade, que se mostram mais típicos, menos herbáceos e mais frutados.




Segundo Jefferson , o Brasil conseguiu nos últimos 6 anos um melhoramento muito grande na qualidade dos vinhos elaborados, principalmente os tintos. Essa mudança, embora tenha sido significativa, ainda está muito aquém do potencial dos diversos terroirs brasileiros: "Quando os produtores de vinho realmente mudarem a forma como as uvas são produzidas, a qualidade dos vinhos aumentará muito mais. Para isso mudanças de conceito, da arquitetura e do manejo dos vinhedos são necessários. Um enológo competente até consegue fazer um ótimo vinho com uma ótima uva, mas se as uvas forem de baixas qualidade, os vinhos nunca serão suficientemente bons".





3 comentários:

Jaime disse...

Somos amigos deste simpático casal que se dedica a aumentar cada vez mais a qualidade dos vinhos brasileiros, elevando-os cada vez mais ao nível dos melhores do mundo.

Sommer´s

Giulia disse...

Sou a sobrinha do Jefferson e da Sandra. Eu os admiro muito pelos excelentes trabalhos realizados.
Parabéns!

Gilberto disse...

Eu admiro muito o Jefferson e a Sandra. Os dois só têm um defeito: visitam muito pouco Gramado e aqui existe um enorme espaço para divulgar o vinho.

Gilberto Michaelsen